Gabinete dos Sentimentos - Estive com um homem enquanto amava outro


Estivemos quase um ano sem assumir a relação e estávamos bem. Um dia entendi que estava completamente apaixonada e que o amava muito, mas vi que ele não sentia o mesmo. Por esse motivo decidi deixá-lo...


Entretanto conheci um outro homem e iniciamos uma relação, mas ao final de um mês percebi que não posso podia estar com ele, enquanto amava o outro que deixei.

Terminei a relação e estou tranquila e em paz com isso.

Entretanto, o homem que amo está sempre a contactar-me, dizendo que se apercebeu que me ama e que quer partilhar a vida dele comigo.

Decidi dar-lhe uma oportunidade e agora estamos muito bem, no entanto, estou sempre a pensar na relação que iniciei e que ao final de um mês terminei, pois não sei como ele está e fico preocupada. Também não me sinto bem em ter tido essa relação sem realmente querer.







A atitude que teve no relacionamento que quis terminar, é uma reacção muito comum no Ser Humano, devido a factores emocionais dos quais muitas vezes não somos conscientes.

É importante para si aceitar e seguir em frente, aproveitando os dons e alegrias que tem na sua vida actualmente!


É muito comum tomarmos decisões e actuarmos para tapar um vazio, sendo sempre o mais fácil e instintivo colmatar as necessidades de amor e afecto através de outra pessoa, neste caso iniciando um relacionamento, mesmo não sendo o que realmente queria.


Ainda que não tenhamos consciência plena dessa necessidade afectiva no momento, com o tempo apercebemo-nos da equivocada decisão que tomamos.

Para podermos estar bem com alguém, é preciso que a relação não tenha a sua origem em necessidades individuais.


É importante que tomemos decisões com muita sensibilidade e inteligência, com foco nas emoções e sensações que estão dentro de nós.


Para isso, é essencial procurar um profissional dedicado e certificado em Inteligência Emocional e Coaching, pois isso nos permitirá fazer uma análise coerente visando o que realmente queremos, em equilíbrio com toda a nossa estrutura interna.


Agora mesmo, o importante é ter em consideração de que o que está feito, está feito e nada há a fazer em relação a essa experiência passada!

Como pode superar esse sentimento que a deixa desconfortável?

Primeiro de tudo, é importante fazer uma reflexão com sabedoria, para que se centre em si, alinhada nos seus reais valores, ao mesmo tempo que também é tão importante tirar de dentro e si essa culpabilidade que sente. É aqui que entra em acção o profissional adequado que a ajudará a consciencializar-se das soluções adequadas para viver em paz a sua tranquilidade.

A realidade é que o abandonou ao final de um mês porque entendeu que não havia sentimento suficiente da sua parte para continuar a relação.

Foi verdadeira e honesta com ele e consigo mesma!

Foi também respeitosa e digna com ele, pois não o traiu.

Deve sentir-se orgulhosa da sua decisão, pois deu-se uma oportunidade a si mesma e também, seguramente, está a dar uma oportunidade a esse homem para ter algo verdadeiro na sua vida, tal como merece!


É importante que entenda que sentir-se mal não resolverá nada em si. Pelo contrário, só a irá impedir de viver plenamente o amor que está a viver neste momento com quem realmente ama!

É necessário viver o presente que está na sua vida, pois a realidade é que tem o amor que quer com a pessoa que quer!

Não deixe que um comportamento passado limite o seu presente!

Honre a sua vida!

Seja grata em atitude, vivendo todo o bom que pediu e que tem na sua vida!

0 visualização