Gabinete dos Sentimentos - Estou separada há três anos

Estou separada há três anos e tenho um filho com cinco anos.

Vivo com o meu filho sozinha, sem grande apoio da família. É a minha grande luta.

Eu cuido do meu filho praticamente sozinha.

O pai está pouco tempo com o filho pois foi viver para longe desde que nos separamos.


Desde que me separei, nunca tive vontade de conhecer pessoas, mas começo a sentir que é o momento de começar a abrir-me, até porque as pessoas que gostam de mim estão sempre a dizer para sair e conhecer homens.


O problema é que quase não tenho tempo para mim.

Sinto-me limitada para poder sair e conhecer pessoas.

Não sei como abordar um homem. Não sei como falar com um homem sobre mim.

Não sei como dizer que tenho um filho e que vivo sozinho com ele.

Sinto-me muito limitada em conhecer pessoas devido à minha história e condições de vida.

Também tenho medo de conhecer alguém que não seja um bom exemplo para o meu filho.





Antes de pensar em voltar a sair e a recomeçar uma relação amorosa, é muito importante que se centre em si, que se sinta bem consigo mesma e faça uma boa gestão das diferentes áreas da sua vida.

É importante trabalhar o seu interior, a sua confiança em si mesma como mulher, trabalhar a sua expressão emocional e a segurança interna como pessoa.


Depois do seu processo interno, garanto que estará preparada para voltar a ter uma relação saudável, com independência emocional e sentimentos que possam ser destrutivos e sabotadores de si e da relação que tiver


O mais importante em conhecer pessoas é enriquecer a sua própria alma através de diferentes formas de pensar, pois poderá aprender muito sobre si mesma.


Não se preocupe com a forma como vai dizer ás pessoas que tem um filho e que está sozinha com o seu filho. Mais importante do que isso é focar em si mesma, na sua reconstrução e evolução, para que esteja efetivamente preparada para conhecer pessoas.

É muito importante que se sinta bem consigo mesma e com a sua vida, ao ponto de entender que quando duas pessoas se amam e se querem, irão ser suficientemente flexíveis para se adaptarem à vida uma da outra, numa bonita atitude de partilha entre ambos, sem se abandonarem de si mesmas! Isto é fundamental!


Ao trabalhar a sua reconstrução interna irá superar as pressões internas que sente neste momento, e nessa libertação assegurará o primeiro patamar para poder ter uma relação saudável e satisfatória.

Depois de realizar um trabalho interno, será muito útil trabalhar a expressão emocional e a gestão na comunicação.


Depois estará preparada para se aventurar novamente no lindo e encantador mundo do amor entre duas pessoas, partindo sempre do principio de que uma aventura envolve arriscar nos terrenos desconhecidos dos corações, afim de criar possibilidades de conquistas prazerosas e tranquilas, porque afinal o amor é sempre uma relação de duas pessoas em que haverão sempre duas vontades e dois sentimentos que, com a devida capacidade e maturidade, se poderão unir num só caminho.

44 visualizações